Militar

FAB: Primeiro Grupo de Aviação de Caça celebra 80 anos de história

Marcada por lembranças de um passado histórico e heroico, na segunda (18/12), na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), berço da aviação de caça brasileira, foi realizada a cerimônia militar alusiva aos 80 anos do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1° GAVCA).

O Grupo, criado pelo Decreto de Lei n° 6.123 de 18 de dezembro de 1943, para atuar durante a Segunda Guerra Mundial, teve como primeiro Comandante o então Major Aviador Nero Moura.

A solenidade foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, sendo recebido pelo Comandante do 1° GAVCA, Tenente-Coronel Aviador Felipe da Silva Ribeiro. Também participaram da cerimônia o Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), Tenente-Brigadeiro do Ar Sergio Roberto de Almeida; demais Oficiais-Generais da FAB; ex-Comandantes do 1° GAVCA, entre outras autoridades civis e militares.

“Parabéns a todos os abnegados que trabalharam incansavelmente ao longo dessas oito décadas para que sempre cumpríssemos a nossa missão. Nesse aniversário, reafirmo meu orgulho e vibração em servir neste glorioso e distinto Grupo de Caça”, declarou o Tenente-Coronel Ribeiro em seu pronunciamento.

Além da entrega de diplomas ao Piloto mais Eficiente e aos Graduado e Praça Padrão do ano de 2023, a comemoração também marcou a reativação do Quadro de Jambock Honorário (QJH), título idealizado pelo Brigadeiro do Ar Nero Moura. A honraria é conferida àqueles que diretamente colaboraram para manter as tradições e a história do 1° GAVCA. Em respeito à forma como a escolha era realizada, com o falecimento de todos os Veteranos de Guerra do Primeiro Grupo de Caça, o ingresso no Quadro ficou paralisado de 2005 até 2022.

“Ser agraciado com o título representa muito a minha história junto ao Grupo, representa a continuidade dos valores dos Veteranos na Segunda Guerra Mundial. Para mim, é o ponto alto da carreira na FAB”, declarou o Jambock Honorário 246, Tenente-Coronel Miguel dos Santos Clarino.

Outro destaque do evento foi o lançamento oficial do livro comemorativo dos 80 anos do Grupo de Caça e a entrega dos primeiros exemplares. A publicação, intitulada “Oitenta”, apresenta um apanhado histórico, por meio de textos e imagens, sendo algumas inéditas. Os registros deixam claro que, acima dos equipamentos, os atores principais eram e continuam sendo as pessoas que servem no Grupo de Caça.

“Foi um privilégio aprender história não com quem a contou, mas com quem a fez, o que é um privilégio que pouca gente tem. Foi muito fácil construir o livro, difícil foi escrever 80 anos de história em 128 páginas. Toda a equipe que participou da construção do exemplar teve a sorte de conhecer muitos dos Veteranos da Aviação de Caça, bem como representantes de diversas gerações”, contou Vicente Vásquez, um dos autores do livro.

Os sobrevoos dos Caças F-5M da FAB foram um espetáculo à parte. Durante a cerimônia, as aeronaves cruzaram os céus da BASC e encantaram o público. A solenidade foi encerrada com o desfile da tropa ao som da canção “Carnaval em Veneza”, considerado o hino da Aviação de Caça da FAB.

Fonte: FAB – Fotos: Sargento Müller Marin / CECOMSAER

Clique para comentar

Deixe um comentario

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top