Aeroportos

Copa Airlines exige soluções para retomar voos em Porto Alegre

A administração da Fraport no aeroporto de Porto Alegre está desagradando a a Copa Airlines. De acordo com a companhia aérea panamenha, o retorno à capital do Rio Grande do Sul só não aconteceu ainda por empecilhos criados pela concessionária, principalmente atrasos em conclusão de reformas.

“Já voltamos a voar a São Paulo e Rio de Janeiro e temos datas de retorno para Confins e Brasília, mas ainda não voltamos a conectar passageiros em Porto Alegre, e este impedimento não tem nenhuma relação com a pandemia, e sim com as obras do Aeroporto Salgado Filho”, queixa-se o vice-presidente Global de Vendas da Copa Airlines, Christophe Didier. Ele diz que entende que obras são necessárias para a melhoria dos aeroportos e segurança dos passageiros, mas que a duração das reformas em Porto Alegre ultrapassa o tempo aceitável.

“Quero uma solução para Porto Alegre. O terminal está sempre em obras e prorrogações das mesmas no horário em que a Copa opera. Nossa companhia opera com a logística pensada nos melhores horários de conexão no Panamá. Não podemos simplesmente voar em qualquer horário, isso não faz sentido em termos de conectividade, que é o nosso forte. É um erro fundamental que estão fazendo conosco, e acreditamos que o voo da Copa seja importante para Porto Alegre, que não é necessariamente uma capital repleta de voos internacionais como é São Paulo, por exemplo”, completa o VP.

Fraport responde

Em comunicado enviado nesta sexta (30), a concessionária dá a sua versão. Leia na íntegra:

“A Fraport Brasil esclarece que, para construir a extensão da pista a 3,2 mil metros, a junta entre a pista existente e refazer seu asfalto, é necessário fechar a pista durante a madrugada até o fim de fevereiro de 2021. É importantíssimo salientar que o período de fechamento de 5h15 foi discutido e decidido junto com todas as companhias aéreas que operam no Porto Alegre Airport, com a presença da Copa também. A proposta da Copa tem um impacto em mais de 20 voos domésticos e não foi aceita pelos demais operadores. Ressaltamos que a Copa ainda não anunciou o reinício de sua operação entre Porto Alegre e Panamá e a demanda de voos para esta região está muito baixa devido às fronteiras fechadas ou decretos de quarentena. É muito mais fácil para a Copa alterar o horário de seu voo em 30 minutos do que todas as outras companhias que já possuem um ciclo de conexões no Brasil. Com a situação mundial da pandemia, a expectativa é que a retomada de voos internacionais de forma mais permanente seja factível somente no segundo semestre do 2021. A Fraport Brasil está acelerando todas as obras que precisam fechar a pista nesse período de baixa demanda para ter a capacidade de 100% pronta a partir de março 2021. Asseguramos que não há risco de impacto econômico para o Rio Grande do Sul com essa programação até o fim de fevereiro, ao contrário, estamos evitamos interferências quando a demanda estiver muito mais forte.”

Clique para comentar

Deixe um comentario

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top