Internacional

Aeronave Celera 500L é mostrada pela fabricante em teste de voo

A Otto Aviation dos EUA desenvolveu uma nova aeronave de seis lugares que deve atingir o desempenho do jato com a ajuda de um motor alemão a pistão de doze cilindros. O fabricante prova que este objetivo ousado é mais do que apenas uma visão, com um protótipo já em testes de voo. Um vídeo também foi divulgado.

A Otto Aviation apresentou sua aeronave sobre um desenvolvimento de projeto anterior, em grande parte secreta. Os californianos publicaram fotos de seus testes de voo do novo Celera 500L, que assim como o N818WM já esteve no ar sobre Victorville em 31 voos de teste.

O monomotor a pistão em forma de gota com asas minúsculas usa um motor V12 instalado na popa que aciona uma hélice empurradora. O motor, que já foi homologado pela EASA, FAA e Rússia, é adequado para voos de alta altitude graças a um carregador multiestágio e também pode ser operado com querosene.

A economia extrema desejada, baixo consumo com potência de jato, baseia-se não apenas no motor de 550HP RED A03 recentemente desenvolvido na Alemanha, mas também em um design particularmente aerodinâmico da fuselagem, em torno da qual grandes áreas do fluxo de ar são laminares.

Isso significa que o fluxo de ar não gira, o que retira energia da aeronave, mas flui em camadas (laminares) e, portanto, com pouca resistência ao redor da célula e das asas. Um formato especial e uma qualidade de superfície muito alta são necessários para o fluxo laminar. A Otto Aviation relata uma redução de 59 por cento no arrasto em comparação com aeronaves do mesmo tamanho de projeto convencional.

A Otto Aviation forneceu até agora os seguintes valores de desempenho para o Celera 500L com seis assentos de passageiros, uma cabine de banheiro e dois assentos de piloto:

– Alcance de 8.300 quilômetros
– Velocidade de cruzeiro projetada: 740 km/h
– Cabine com altura total de 188 cm
– Volume da cabine comparável ao Citation CJ3+ e o King Air 350
– Custo operacional por hora: US$ 328 (um jato comparável chega a US$ 2.100)
– mais de 30 por cento mais limpo do que as metas de emissões de carbono da ICAO e FAA de 2031

A Otto Aviation quer que o Celera 500L seja aprovado pela FAA até 2023. As entregas seriam possíveis a partir de 2025. Em 2021, está prevista uma campanha para atrair investidores, com os quais será construída uma unidade fabril. Versões não tripuladas e versões militares também podem ser derivadas do protótipo. A versão de passageiro deve receber janelas de cabine normais.

Fonte: Cavok

Clique para comentar

Deixe um comentario

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

To Top