Radar Aéreo - Forum de discussões

 
Avatar do usuário
radaraereo
Site Admin
Tópico Autor
Mensagens: 1233
Registrado em: Sex Dez 09, 2016 4:33 pm

Avianca - Noticías

Ter Fev 04, 2020 12:28 pm

Avianca Holdings faz investigação interna sobre suspeita de suborno



A Avianca Holdings, empresa dos irmãos José e Germán Efromovich, formada pelas aéreas Avianca (da Colômbia), Tampa Cargo, Aerolíneas Galápagos (Aerogal) e Taca, faz uma investigação interna sobre suspeita de prática de suborno nos Estados Unidos e em outros países.

A companhia informou em um documento que notificou o Departamento de Justiça dos EUA e a Securities Exchange Commission (SEC) sobre a investigação e que está cooperando com o governo americano.

A empresa informou que, em uma investigação interna, descobriu que funcionários do grupo, incluindo membros da alta administração e do conselho de administração, forneceram “coisas de valor” para funcionários de governo em determinados países em 2017. Essas coisas de valor seriam descontos de passagens aéreas e melhorias de classe nos voos, de acordo com a companhia.

“Iniciamos uma investigação interna e contratamos um advogado externo e uma firma de investigação forense para determina se essa prática pode ter violado a lei americana anticorrupção”, informou a Avianca Holdings em comunicado ao mercado.

Ainda de acordo com a aérea, a companhia fez revisões em suas políticas em 2018, para evitar que esse tipo de prática ocorra no futuro, incluindo a limitação do número de pessoas na empresa autorizadas a emitir passagens aéreas ou melhorias nos bilhetes de forma gratuita ou com descontos.

As consequências legais para o caso, se for comprovado, podem incluir investigações criminais, multas e danos à reputação da empresa quanto e da alta gerência envolvida.

O caso pode aumentar os riscos para a emissão de notas seniores garantidas, que a companhia começou a fazer esta semana, tentando captar até US$ 550 milhões. A emissão é feita fora da Colômbia e tem como objetivo trocar dívidas por notas seniores com vencimento em 2020, a juros de 8,375%.

A companhia reportou essa semana um prejuízo líquido foi de US$ 408 milhões no segundo trimestre, ante perda de US$ 35,7 milhões no mesmo período de 2018. A receita operacional caiu 6,9% no segundo trimestre, para US$ 1,12 bilhão.

Fonte: O Globo
 
Avatar do usuário
radaraereo
Site Admin
Tópico Autor
Mensagens: 1233
Registrado em: Sex Dez 09, 2016 4:33 pm

Re: Avianca - Noticías

Seg Jul 27, 2020 12:38 pm

Justiça decreta falência da Avianca Brasil

A justiça decretou na noite de terça (14) a falência da Avianca Brasil, empresa aérea em recuperação judicial desde dezembro de 2018. A partir de agora, a companhia de José Efromovich tem 60 dias para apresentar uma relação completa e detalhada dos seus ativos.

A decisão foi tomada pelo juiz Tiago Henrique Papaterra Limongi, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. Foi ele quem acompanhou praticamente todo o processo de recuperação judicial da empresa.

A Avianca Brasil pediu à justiça para ter sua falência decretada ao dizer que era incapaz de cumprir o plano de recuperação e honrar suas dívidas que somam um valor aproximado de R$ 2,7 bilhões.

História

A Ocean Air foi fundada em 1998 pelo empresário José Efromovich. Em 2004, o Grupo Synergy, acionista da Ocean Air, comprou a Avianca Colômbia e determinou o foco em crescimento de market share e experiência do cliente. A atual marca Avianca Brasil foi lançada apenas em 2010, ano marcado também pela chegada do primeiro modelo Airbus da frota, quando a companhia ainda tinha apenas 2,6% de participação no mercado brasileiro (RPK).

Em 2016 foi implementada a internet a bordo e chegou o primeiro Airbus 320neo, e a participação já estava em 11,6%. No ano seguinte começou a operação diária internacional da empresa com voos para Miami e Nova York, nos Estados Unidos, e Santiago, no Chile, cancelados em marços de 2019, com a companhia já em recuperação judicial.

Até 2009, ainda como Ocean Air, foram 31 rotas operadas com 1,92 milhão de passageiros transportados e 1.609 funcionários no grupo. Na segunda fase, como Avianca Brasil, a empresa já somava 65 rotas, transportando 12,3 milhões de passageiros e empregando 5.690 funcionários até o ano passado. Em 2018 a Avianca Brasil atingiu o seu índice máximo na fatia de mercado com 13,4%.

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante